sábado, 27 de agosto de 2011

Árvores, Plantas e suas histórias


Eu gosto muito de árvores e florestas, chego a parar o carro na estrada só para fotografá-las; uma das mais belas criações divinas são as árvores.  Tenho vontade de ter um bosque com um bocado delas,  do bonsai as palmeiras. 


Uma paradinha na rodovia da Serra dos Carajás, a VALE preserva com ajuda do IBAMA, na Floresta Nacional de Carajás(Parauapebas - PA)
Uma Linda árvore, veja a história na segunda foto
Essa preciosidade vi enquanto chegava a Rio Maria vindo de Xinguara de carro, fui a cidade e voltei para fotografar, descobri  que é um cipó que dominou a árvore, pra mim raríssimo, não me lembro de ter visto uma floração amarela tão bela e abundante no mês de agosto. (Rio Maria - PA)
Na praça do Núcleo Urbano da Serra dos Carajás, um lugar que a VALE zela  muito bem, não sei o nome da árvore mais é nativa, essa floração é em agosto, em pleno verão sul amazônico. (Parauapebas-PA)
Um mar de samambaias, resultado de um corte na Serra dos Carajás(Parauapebas - PA) na rodovia que liga a cidade ao Núcleo Carajás, belas paisagens, é mais bonito de perto.
PIAÇAVA ou Piaçaba, essa palmeira do cerrado central brasileiro, pouco conhecida cobre ainda milhares de casas de telhado de palha no Tocantins e Pará e das folhas se faz um pderoso remédio para curar gastrite. É feia, mas preciosa. (Floresta do Araguaia - PA)

No parque Zoobotânico em Parauapebas

Fiquei impressionado com  o parque na Serra do Carajás, controlado pela VALE e o IBAMA, um lugar maravilhoso que deveria ser imitado pelo Brasil afora, uma Benção !!
Um Mutum do lado de Fora
Uma anta descansando a vontade
A anta mansa do parque, gosta de uma coçadinha !!


Esse tapete de samambaia envolve as encostas dos morros que foram cortados pela estrada.
Nas margens da rodovia que leva a Serra.










O Majestoso Rio Xingu - É preciso preservar




Estive em São Felix do Xingu (PA), uma das cidades nas margens do belo rio Xingu; o Xingu é sempre belo e envolvente, esperamos que seja bem preservado ainda. Apesar da pressão turística e da pesca predatória que ainda existe, o rio não perdeu a sua beleza e suas águas ainda são limpas, principalmente depois que os garimpos fecharam. Que haja esforço em preservá-lo. E que o turismo seja mais responsável. 













Sem comentários, aprovadíssimo !!

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Um dia de Verão numa cidade do Cerrado Paraense

Muitos não sabem, mas Floresta do Araguaia, é a primeira cidade a surgir no cerrado (indo do Norte para o sul do Pará) que se estende desde o planalto central até o sul do Pará, norte do Tocantins, sul do Maranhão e leste do Mato Grosso, são os limites do grande cerrado brasileiro. Floresta do Araguaia no Pará é então a cidade mais ao Norte no Estado a ainda possuir belas áreas de cerrado. As três primeiras árvores não são do cerrado, são exóticas, as outras são do cerrado bem próximo a área urbana. Fotos tiradas em 15 de agosto de 2011. 





Um Ninho já sem os pássaros




Eu, de máquina fotográfica e facão.

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

O Pé de Ipê (pau d'arco) na praça de minha cidade





Av. Independência c/ a Rua Um, mês de Agosto de 2011. 

Coisas do Pará 2 - Icoaraci, a vila da cerâmica marajoara



Icoaraci é um distrito de Belém, distante aproximadamente 20 km, possui cerca de 320 mil habitantes. Pode-se dizer que também se localiza próximo da Ilha de Marajó com quem mantém travessias diárias de balsa.

Mas Icoaraci se destaca mesmo é como um importante pólo de Artesanato em cerâmica, instalado precisamente no bairro do Paracuri onde se produz réplicas de vasos típicos de antigas nações indígenas principalmente Marajoara e Tapajônica a partir de peças catalogadas pelo Museu Emílio Goeldi.
 
O que garante ao lugar imensurável importância, sobretudo Cultural mais até do que econômica, não só para Belém ou para o Pará, mas para a região amazônica, já que também é lar de diversos Grupos Folclóricos de danças típicas.

A cerâmica de Icoaraci é de influência Marajoara, há por lá uma grande produção. Vale a pena conhecer.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

I I I "Búfalo Bike", uma aventura no Marajó, participe ! !

III DESAFIO DO MARAJO - III BÚFALO BIKE 
eart.esp.br - Índice



INFORMAÇÕES INICIAIS 

Este será o III ANO do DESAFIO DO MARAJÓ, uma prova onde apenas os fortes sobrevivem e os fracos são devorados pelos abutres brasileiros (urubus). 


Parar no meio da prova para descansar significa ser carniça viva, pois os urubus ficam sobrevoando o atleta esperando pelo seu fim. O musculo queima, a perna treme, o corpo não aguenta, e isso leva o ser humano a fadiga total, ao desmaio,... a irracionalidade - 
E SÃO CHAMADOS DE LOUCOS. 


Então faço uma pergunta a você AVENTUREIRO(a). 
"TÁS A FIM DE ENCARAR ?" 

Prepare-se, dia 
28 e 29 de Outubro, no encerramento do MARAJÓ BÚFALO FEST o III DESAFIO DO MARAJÓ. 

Quem quiser ajudar na organização, entrar como patrocinador, apoio ou participar da prova, 
nossa primeira reunião será na quinta-feira dia 11/08/2011, as 19:30h 
na Lanchonete do Míleo.

_________________
Ats. Guilherme Bahia 
91-88973125 












É pura ADRENALINA, é pura AVENTURA



Férias depois das Férias, é mais tranquilidade ! !


Para muitos, o bom do veraneio começa agora


No norte do Pará e Norte do Maranhão, vai até Dezembro de sol, no Sul do Pará e Sul do Maranhão vai até Setembro de muito Sol.


Para muitos, o bom do veraneio começa agora (Foto: Adauto Rodrigues)
A família Dias viaja há sete anos depois das férias escolares (Foto: Adauto Rodrigues)
Para quem acha que as férias acabaram, está muito enganado. O período que compreende os meses de agosto até novembro, conhecido como baixa temporada, hoje em dia tem sido muito procurado por quem opta em viajar em uma época mais tranquila.
De acordo com a Associação Brasileira das Agências de Viagens (Abav), no Pará, o perfil das pessoas que mais têm viajado nesse período é de adultos com a idade de 30 a 40 anos e que preferem viajar acompanhados. “Deixamos a faixa etária dos estudantes um pouco de lado e passamos a lidar com pessoas mais velhas que procuram tranquilidade”, comentou a presidente da Abav-Pa, Rose Larrat.
Um dos grandes atrativos para esses meses são os custos mais baixos. Quem escolhe viajar em algum mês que não tenha muito feriado chega a economizar 20% dos valores que seriam gastos no mês das férias escolares. “As passagens e a hospedagem nos hotéis ficam mais baratas. Mas ainda assim eles conseguem ser bem atendidos e com a mesma estrutura”, explica Larrat.

Rio Xingu, dá praia até setembro

TRANQUILIDADE



                                         Cachoeiras do Itapecurú - Carolina\Maranhão


A família Dias é um exemplo de quem prefere viajar fora da alta temporada. Há sete anos eles já viajam sempre fora das férias escolares. E esse ano não foi diferente. Um grupo com oito pessoas pretende viajar no meio de agosto para o município de Carolina no Maranhão. O objetivo? 
Poço Azul, Carolina-MA
Encontrar conforto e tranquilidade. “Vai todo mundo, inclusive o neto e as namoradas dos filhos. Assim todo mundo pode aproveitar junto essa tranquilidade”, falou a dona de casa Laeny. Ela ainda diz que a segurança nas estradas também é um fator decisivo para a escolha. E é justamente essa tranquilidade e segurança que atraem o filho Leandro, 20 anos. “Passei julho inteiro em casa porque não gosto de tumulto. Agora sim vou aproveitar minhas férias”. 

(Diário do Pará)


Praias de Rio, Araguaia e Xingu até Setembro

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Coisas do PARÁ - 1

Pará - A palavra PARÁ, vem do tupi e significa: "encontro da águas", em outras palavras - MAR, o Pará é um mar  de oportunidades. Tentaremos fazer uma ficha cultural que expresse um pouco, o que significa esse estado;  coisas, fatos que caracterizam esta região do Brasil.



Belém - A capital do estado, banhada pelo Rio Guamá e pela baia do Guajará, está situado numa península fluvial; a força do Rio Amazonas empurra o mar pra longe.


Feira do Açai no Ver-o-Peso


Bandeira -




Escudo  -


Toponímia Original - TEUA / DEUA, não existe em outro lugar do Brasil, essa nomenclatura, Ananindeua, uma cidade, Ajuruteua, uma praia, Muruteua, uma colônia.


Praia de Ajuruteua, concorrendo com Salinas






Tracuateua, natureza ainda exuberante


Árvore Símbolo - Açaizeiro







Frutas - Açai, Cupuaçu e Ajuru






Remédio mais famoso - Andiroba







Comida Típica - Tacacá e Pato no Tucupi



Tacacá - Jambu, Goma, Tucupi e Camarão







Pato no Tucupi - Jambu, Pato e Tucupi