segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Açai, algumas informações extras.

ALGUMAS INFORMAÇÕES EXTRAS SOBRE AÇAI



Conheci o delicioso fruto em Bragança, cidade atlântica do Pará, comecei comendo-o com açúcar, farinha de mandioca e camarão salgado, eu era ainda uma criança e tinha vindo do nordeste com minha família para morar no Pará. Tem um carimbo do Pinduca que diz: “Chegou ao Pará, parou, Tomou açaí, ficou...”, e fui ficando e outros lugares que morei na Amazônia Legal, todos tinham açaí.


Paneiros na Feira do Açai em Ver-o-Peso, Belém-PA

Açaí -  é o fruto bacáceo roxo que dá em cacho na palmeira conhecida como açaizeiro, cujo nome cientifico é Euterpe oleracea Mart. Existem na verdade duas principais variedades de açaí, uma de rio que perfilha (E. oleracea) e outra de terra firme(E. edulis) que não perfilha.

O perfilhamento do Euterpe Oleracea chamam na região amazônica de “touceira”, touceira de açaí, o açaí popularizado pelos moradores de Estado do Pará existe no Maranhão, Amazonas, Amapá, nas Guianas(Suiname, Guyana e G. Francesa) e na Venezuela. E em muitas regiões da América Latina não é comercial ainda. Mais a maior concentração de açaí é mesmo no Baixo Amazonas e Estuários dos rios do Pará, a região de Cametá a Abetetuba tem, segundo muitos pesquisadores, a maior concentração açaizeira.


Belém do Pará é a com certeza a cidade que mais consome açaí no mundo, são 200 mil litros/dia da bebida. A bebida açaí é diferente da poupa.

Polpa de açaí – sem adição de água, extraída por máquina própria.


Bebida Açaí – feita com adição de água, em três modalidades





Açai Fino

Açai Médio

Açai Grosso




O mais tomado é o açaí médio, servido nos restaurantes e bancas de comida do ver-o-peso.







Como se toma açaí no Pará:






Seus acompanhamentos – farinha d’água, farinha de tapioca, farinha seca, (nada de granola), com ou sem açúcar, as vezes acompanhados também de peixe frito, camarão salgado e/ou charque frito.

Mas muita gente como junto com a comida tradicional, uma bocada de comida (feijão c/ arroz), uma bocada de açaí cuja tigela está ao lado. O paraense tradicional, o nativo geralmente come o açaí sem açúcar.



O Açaí Azedo – depois de algumas horas, depois de batido, o açai "azeda", mas é comido, tem o mesmo valor de uma coalhada de leite, modificada por bactérias benéficas, e é  comido com açúcar, alguns apreciam, outros não. 


O açai é uma preciosa fonte de cálcio e magnésio, mas é pobre em ferro. 


O açaí para o paraense é como o chimarrão para os gaúchos, assim como o acarajé é para os baianos, ou como a rapadura para os cearenses.





Sorvetes – o açaí é muito apreciado como sorvete em toda a Amazônia, a CAIRU, tradicional sorveteria de Belém tem um sabor chamado “paraense” que consiste em juntar a farinha de tapioca com o delicioso açaí.





Algumas misturas que se fazem por aí como; com granola, leite em pó, banana, etc., é na verdade um “sacrilégio” para o paraense tradicional, pra eles, é como colocar açúcar no chimarrão do gaucho; já no Pará o açaí é tomado de forma tradicional há centenas de anos.



Transporte - Alguns barcos que transportavam peixe passaram a transportar o açai congelado em caroço, pois a fruta "azeda" rápido, em 20 horas ele muda de sabor, mas não estraga, apenas sofre rápida ação bacteriológica como a que ocorre com o leite. Caminhões "carga seca" trazem açai do Maranhão para o Pará, nas rodovias, mas estes  tem que ser rápidos no transporte, na safra de setembro a janeiro(açai de verão). 







Há uma necessidade de se palntar mais açai, pois a exportação da fruta está deixando os pobres de algumas cidades do Pará sem acesso ao precioso Fruto.





Pedro Paulo – Pedrovida12

2 comentários:

  1. Parabéns pela matéria...faltou apenas o mingau de açaí ...rsrs...

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela matéria querido, desculpa o abuso mas qdo der coloque umas receitas paraenses, principalmente com açaí azedo q é pra ñ desperdicarmos o Ouro e boa tarde.

    ResponderExcluir